Google+ Followers

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

A ÚLTIMA POSTAGEM

Nessa data, 25/11/2014, faz exatamente 1 ano que em busca de direitos, alguns aspirantes ao cargo de Agente Penitenciário " invadiram" o plenário da ALMG. Não obstante tenha se passado um ano, e pareça que seja um curto espaço de tempo não foi. Nesse ano que se passou, tive muitas decepções com o Sistema. A bem da verdade, três palavras caracterizam bem nossa estrutura: politicagem,  inércia e vaidade. A nossa conjectura política lembra muito o trecho da música ideologia: "os meus heróis morreram de overdose, meus inimigos estão no poder". Entre nossas idas e vindas nos movimentos sociais, tive uma conversa como Dep. Sargento Rodrigues que me advertiu sobre minhas críticas, que por sinal eram bastante ásperas. Dentre as suas palavras ele dizia que: "às vezes nós espoliávamos quem estava nos ajudando", hoje entendo muito bem o que o digníssimo Deputado quis dizer. Portanto, a verdade é que me enganei com nossos supostos pseudo-representantes. Sinceramente, o que ocorre no projeto de poder (entenda-se também por politicagem) é muito simples: os que se consideravam oprimidos querem ser opressores gerando com isso um círculo vicioso sem fim. Logo, é como dizia Charles Chaplin em sua divina atuação no filme "O Grande Ditador": "os tiranos querem liberdade, mas a querem para dominar o povo". Nesse um ano que se passou serviu para aprender, tomando muita pancada, diga-se de passagem, um pouco do funcionamento da política  ao qual estamos subordinado. E a dinâmica é muito simples, aos moldes do Brasil Imperial: " aos amigos TUDO, aos inimigos os rigores da LEI." Por conseguinte é assim que se trabalha o projeto de poder em nosso Sistema. Arraigada a questão politica está a Inércia. Essa então é apoiado no entrave que é a burocracia. Entre nossas idas e vindas pelos movimentos sociais escutei relatos de Agentes que estão esperando por suas Identidades funcionais a mais de 5 meses! E pasmem, alguns agente do concurso 2012 nem fizeram o Tecaf ainda. Mas é assim que a coisa anda: " senhozinho mando, guarda tem que fazer!". Por último, a vaidade. A essa não tem com mensurar seu estragos para nossa classe. E a famosa toada do " EU FIZ, EU QUERO, EU MANDO", contrariando o verdadeiro sentido das instituições democráticas. E há quem diga que em nossa função o servidor é a ponta da lança, a gestação participativa e blá, blá, blá! Portanto, essa data que deveria ser o memorial de nossa luta, tanto em prol do servidor efetivo, quanto contratado; o dia em que nós vencemos a autocracia e conseguimos nosso objetivos que era tanto a nomeação dos concursados, quanto a manutenção do emprego dos servidores do contrato, tem-se a nossa luta maculada por facínoras que olham somente o próprio umbigo. Contudo, haverá um dia em que nossa classe entenderá o verdadeiro valor que esse ato teve. Por fim, torço para que não seja tarde demais e que nossa classe não tenha se tornado uma espécie de curral de votos, pois, só de pensar assim sinto mal. Aproveito o ensejo, e digo que essa será a última publicação desse blog, bem como, o meu desligamento da vice-presidência da AASPESEN-MG, muito obrigado por todo o apoio que vocês "guardas" me deram!     




Nesse dia achei que nossa classe iria ser ajudada, engano o meu!  


segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Esclarecimentos a cerca da Manifestação

         Primeiramente, gostaria de agradecer ao companheiro Alexandre Figueiredo Cavalcante, o Guerreiro, por nos ajudar a difundir a nosso apoio a manifestação dos Servidores do Sistema Prisional. Vale lembrar que essa manifestação é uma parceria de nossa Associação com nosso Sindicato, o Sindasp, e é a melhor forma de buscarmos resolver nossa mazelas. Dentre as pautas está a nossa segurança, pois, nosso irmão de farda estão tendo suas vidas ceifadas em pleno translado do serviço; equipamento de proteção individual; seguro de vida, visto que, até hoje, a família de nosso companheiro Wesley Fabrício Ribeiro não recebeu nem os dias trabalhados, tampouco, o processo de pensão da mãe de nosso colega saiu; Auxílio Funeral, já que, nosso Sindicato teve que arcar com parte das despesas do velório de Wesley Fabrício Ribeiro, pois, o estado só cobriu uma parte; Tecaf, ainda mais para nós aqui do Norte, pois, na nossa vez, o curso de tiro foi interrompido e até hoje não retornou, e nem tem data para retomar as atividades; apoio também aos candidatos do concurso de 2013 ASP/ASE, pois, a bem da verdade, não se tem certeza de que o "atual cronograma" será cumprido.        
          
         Nesse momento vale esclarecer como funcionará a ida a Belo Horizonte:
  
        O Sindasp se comprometeu a custear a viagem para a manifestação, alugar uma Van ou um ônibus, para tanto é necessário o NOME DO  INTERESSADO para realizar a viagem de maneira segura e confortável. Portanto, diante dos fatos relatados, só depende de nós querermos participar desse processo de mudança.
       
        Peço aos interessados que enviem o nome até terça feira, dai 25/08/2015, até às 17H. Ressalto que o convite é para os servidores do Sistema Prisional, Socioeducativo e os candidatos do concurso de 2013 dos certames ASP/ASE.  
     
         Por fim, quem tiver interesse em participar da manifestação favor ligar na AASPESEN-MG, tel- 3221-5507, falar com Cida, e dar seu nome. Vale ressaltar que o lugar do embarque mudou. Antes, era na porta da Associação, mas, por um questão de logística, será na PRAÇA DA CATEDRAL.  
         
     
Somente quando manifestamos é que conseguimos o que é nosso por direito
Essa fotografia representa bem a força que os movimentos tem, então, Força e foco
e vamos a Reunião com nosso Sindicato. 

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

A AASPENSEN-MG fecha acordo com o Lagoa da Barra

A AASPESEN-MG, Associação dos Agentes de Segurança do Sistema Prisional e Socioeducativo do Norte de Minas Gerais, por meio de seus representantes têm muita satisfação de publicar o convênio firmado entre nossa entidade e o Country Clube Lagoa da Barra.  O convênio funcionará da seguinte maneira:

Aos nossos ASSOCIADOS da AASPESEN-MG, bem como os dependentes dos mesmos, com sua contribuição mensal em dia;

 O filiado da AASPESEN-MG foi agraciado, por força de contrato, com a isenção do pagamento da Joia do clube, 1000 (um mil reais), bem como, a redução da taxa de mensalidade (consórcio) que é de 80 reais mensais 50 reais por mês para nosso associado.


Portanto, é com esse espírito que a AASPESEN-MG coaduna para o bom andamento do Sistema Prisional lutando nas mais altas esferas de poder; mas também, realizando, obras para cuidar do lado lúdico de nosso maior bem, o Agente de Segurança Penitenciário.  


Contrato Firmado como Clube por nosso Presidente.

domingo, 2 de agosto de 2015

Será mais um número para as estatísticas?

Mais uma vez, vê-se um companheiro(a) de farda ter sua vida ceifada de maneira abruta, vil e sem chace de defesa. Não convém falar sobre qual o destino que deveria ter os autores, os mandantes, quem quer que seja por dois motivos. O primeiro, vive-se hoje em uma ditadura da inversão, ou seja, quem trabalha não faz mais que sua obrigação; em  contra partida, quem é voltado ao que não presta, tem todas a garantias, que por sua vez são embasadas na "legis", a ser reconduzido ao meio social. O segundo, arraiga-se na ditadura da mídia em que se vive em pleno período democrático, ainda mais quando se tem vínculo com alguma instituição, vê-se que liberdade de expressão, não existe. Agora, a respeito de quem vive de seu esforço, as prerrogativas são desconhecidas, certamente, por não existirem. A cerca de 3 meses, perdemos um companheiro de farda aqui no Norte de Minas, como é de amplo conhecimento. Ressalta-se que o "modus operandi" é análogo ao que ocorreu em Uberaba. O que é de deixar pasmo e que até hoje, a família de nosso colega não recebeu nem os dias por ele trabalhados, tampouco, tem-se notícia do processo para o pensão para a Mãe de nosso Caveira. Vivian Cristina Medeiros Gonçalves, Agente de Segurança Penitenciário, 37 anos, tinha uma filha e já havia dedicado cerca de 9 anos de sua vida ao Sistema Prisional e é essa a retribuição pelos serviços prestados. Nesse momento, é crucial prestar apoio à família da vítima, pois, esses sim necessitam de amparo, e não vai ter nenhum apoio dos Direitos Humanos, isso  tenham certeza. Por fim, nesse momento, o sentimento de tristeza inunda nosso ser e com razão, uma vez que, por mais que não pareça somos Seres Humanos, tão quanto, os facínoras,  os covardes, que atacam pela costas, como sempre ocorre nos atentados aos profissionais de segurança Pública.  

     

quinta-feira, 16 de julho de 2015

E o Prêmio por Produtividade 2013, nunca será!

Informo aos senhores que o prêmio produtividade de 2013 não alcançou a meta estabelecida, a qual era de 100% e a segurança pública atingiu somente 90,25%...o Ex. Governador Antonio Anastasia no final do ano, baixou um decreto estabelecendo o cumprimento de 100% da meta...conclusão, o prêmio de 2013 podemos esquecer.
SOLUÇÃO:
Ação judicial para requerer o direito adquirido, haja vista que o Decreto fora editado posterior, considerando o princípio processual da irretroatividade o aduzido Decreto não tem o condão de eximir o Estado do pagamento do prêmio de produtividade alhures citado. Ou seja, o ato é ilegal, e não tem potencialidade para comprometer o devido pagamento aos servidores da Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Princípio da irretroatividade
Princípio segundo o qual a lei não incide sobre fatos ocorridos antes da sua vigência. A lei não prejudicará o direito adquirido e o ato jurídico perfeito.





Fonte: Izaias Félix

terça-feira, 14 de julho de 2015

Mais uma Associação criada para lutar pelo Sistema



Estamos criando a ASPEMG Associação dos Servidores Prisionais do Estado de Minas Gerais, entregamos o projeto diretor que consiste na criação de um diretoria especializada ao atendimento ao servidor prisional na cidade adm, que irá atender e buscar otimizar o atendimento é solicitações referente a documentação, permuta e transferência.
Já amanhã estaremos participando da comissão de segurança pública reivindicando o indeferimento da aquisição de arma na PF, iremos estar criando página é site (blog) próprios para aglomerar o maior número de guerreiros que apoiam nossa luta, agradeço a todos que compartilham da mesma aspiração de mudança e tem somado para nos tornar mais forte contra qualquer tipo de assédio ou constrangimento que comumente é visto em nossas unidades, buscando a valorização do agente é demais servidores sempre o colocando como fator principal em todas as circunstâncias pois afinal somos todos ASP's.
👉
🏻 William Rocha
Presidente ASPEMG


Criação da ASPEMG

sexta-feira, 3 de julho de 2015

AASPESEN-MG representa o Sistema Prisional em Audiência Pública

No dia 30/06/2015, o presidente da AASPESEN-MG, Francisco Onofre de Santos Freitas, o Padre, representou com brilhantismo os servidores do Sistema Prisional em Audiência Pública, no município de Montes Claros. Gostaria de agradecer também o Senhor Dilson Marques, membro participante do conselho da comunidade, que nos deu um amplo apoio nesse evento; aos vereadores Claudio Prates, Oliveira Lega e Eduardo Madureira, que abriram espaço para nossa classe difundir e buscar solução para nossa mazelas. Agradeço também aos guerreiros que foram participar desse evento que, mesmo estando fatigados após um árduo dia de plantão, compareceram à Audiência. Por fim, vamos lutar com todas nossas forças.

Nessa foto, alguns dos Agentes Penitenciários que participaram da Audiência Pública. Nota-se que, mesmo espoliados pela falta de amparo, carregam sorriso em seu rosto com esperança que um dia alcancemos o respeito que merecemos! Portanto, consoante Salvador Allende: " se lutarmos podemos até perder, se não lutarmos já estaremos perdidos."